Hormônio do Crescimento e Exercício | Sportplan Triatlhon

Hormônio do Crescimento e Exercício

O hormônio do crescimento (GH) é liberado para crescimento, recuperação do músculo, ossos e tendões, e para regulação do metabolismo. O exercício (resistência- abaixo do L2 e acima de 10min) e o sono são estimulantes do GH. (Godfrey et al. Sports Med. 2003) Em termos hormonais, é importante o equilíbrio do treinamento, com treinos fortes 2 a 3 vezes por semana para estímulo do GH e outros e de treinos regenerativos 3 a 5 vezes por semana para estímulo do Cortisol e outros.

A razão porque o treinamento intervalado é tão importante pode ser explicado porque o GH é o responsável pelo crescimento da massa muscular e pela redução da gordura corporal. O hormônio é secretado durante o exercício físico e conforme o Centro de Medicina Esportiva da Universidade da Pennsylvania, a melhor forma de maximizar a secreção de GH é executar séries de repetições intensas, com descanso limitado entre as séries.
(The Complete Book of Swimming Dr. Philip Whiten)

Pesquisa revelou que a ingestão de BCAA também estimula a síntese protéica e o GH. A pesquisa mostrou a importância da ingestão de BCAA aguda (eventualmente) atuando tanto na síntese protéica (GH), tomando depois do exercício, como também na redução do lactato sangüíneo (antes do exercício). (De Palo et al. Plasma lactate, GH and GH-binding protein levels in exercise following BCAA supplementation in athletes. Amino Acids. V.20-1, 2001) Entretanto a ingestão de BCAA deve ser eventual e aguda pois está relacionado com mecanismos e processos mentais.

O jejum também é considerado estimulador do GH e tem sido motivo de controvérsia por profissionais de várias áreas. Nutricionistas afirmam que a ingestão de alimentos deve ocorrer de 2 ou 3 horas durante o dia. De fato a insulina (liberada durante ingestão de carboidratos) tem o efeito anabólico após o exercício, ou seja, ela favorece a síntese de glicogênio, mas também o acúmulo de gorduras. Atletas que desejam perder peso devem atentar para isto. Entretanto um fato deve ser considerado. As endorfinas produzidas durante o jejum (glucagon, neurotensina), mas principalmente a hipoglicemia e o exercício ESTIMULAM o hormônio de crescimento, tendo seu pico da secreção durante o sono profundo (ondas lentas).

Estes argumentos sugerem várias estratégias para os atletas. Você pode estimular o GH através do jejum ANTES dos treinos mais curtos e intensos sem ingerir alimentos (4 horas antes). Outra sugestão é a de ingerir carboidratos antes e durante (depois de 90min) treinos longos permitindo a manutenção do rendimento. O efeito da insulina deve ser buscado após os treinos para se evitar catabolismo muscular.